Agbook

VENTO SUL

A VOLTA DO COLECIONADOR

Por: Carlos Augusto Prates de Menezes

O COLECIONADOR DE BORBOLETAS ESTÁ DE VOLTA...

No caminho da cidade a sua casa Jordão parou na beira do lago.

Aproveitando o sol das onze horas, nesse momento na outra margem.

Ele via muito bem uma linda menina de uns doze anos de idade cabelos longos e pretos, que sentada atirava pedrinhas no lago serenamente.

Ele admirou - à, por um tempo e pensou:

Porque não?

Ele continuou observando por um bom tempo, e quase que mecanicamente deu os primeiros passos contornando o lago e se aproximando da menina.

Que o viu mas não se intimidou continuou a atirar pedras no lago fazendo ondinhas.

O vento sul soprava um pouco gélido lembrando que o inverno estava próximo, e o veranico de maio se estava despedindo até dia 25 de maio, o calorzinho gostoso daria lugar ao frio intenso.

Ele a cumprimentou bom dia menina!

Ela respondeu prontamente sem olhar,

-Bom dia moço, o que faz por aqui?

-Bem decidi olhar a paisagem do lago isso me acalma e é muito bonito.

- Verdade também acho, tudo muito lindo aqui, isso também me acalma, ainda mais hoje que briguei com meu irmão.

Hum pensou:

- Brigou com o irmão e deve estar sozinha aqui.

Onde você mora?

-há uns dez km daqui, mas minha égua e amiga Mariazinha me leva onde eu quero e esse é nosso segredo, só nosso.

Ela continuava atirando pedras ao lago como se estivesse mesmo sozinha ali.

Jordão pensou é essa, minha doce Nina!

Pegou o lenço do bolso, e deu um pulo em cima da menina, que não teve tempo de reagir, enfiou o lenço na boca dela para não gritar a pôs no ombro e carregou para o carro.

Ela esperneava como uma gata selvagem e tentava arranhar Jordão.

No carro imediatamente usou clorofórmio que mantinha no porta luvas e ela perdeu os sentidos, amarrou, tirou o lenço da boca para evitar sufocar e a pôs no porta malas e rumou para seu refúgio o rancho junto ao desfiladeiro.

Sorria pensando, pronto Nina você estará em casa em breve ...

Levou a para o porão pôs sobre a cama e deu uma arrumada, por ali havia muito pó, e cheiro de umidade, trouxe do quarto de Nina toda a roupa de cama e cobertores.

Ele subiu para preparar o almoço as 12.30, mas deixou mãos e pés amarrados, por tudo que ela esperneou certamente não seria dócil como a Nina.

Quando acordou gritando viu que estava num porão bem arrumado, mas frio e úmido, como estava amarrada podia apenas se virar sobre a cama.

Ele desceu com o almoço e disse calma Nina ninguém vai te fazer mal, você está segura aqui e será bem tratada.

Depositou a comida na penteadeira, enquanto ela gritava mais, lembrando dele na beira do lago, onde a pegou de surpresa.

Se você parar de gritar solto você para almoçar

Impresso
R$ 30,63

Ebook (PDF)
R$ 17,22

Tema: Psicológico, Mistério E Detetive, Ficção, Drama Palavras-chave: suspense

Características

Número de páginas: 105
Edição: 1(2017)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Espiral c/ acetato
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.