Original

Agbook

Original

Sermões Esquematizados

Sermões Bíblicos Esquematizados Prontos para Adaptações para Utilização

Por: Pastor Tiago dos Santos Esteves

UM VASO ESCOLHIDO É UM INSTRUMENTO NAS MÃOS DE DEUS

Atos 9.15 e 16.

Introdução – As escolhas de Deus são muito diferentes das nossas escolhas porque a nossa visão é muito diferente da visão de Deus. A escolha de Saulo de Damasco por Deus foi muito especial. A chamada de Paulo, ainda Saulo, foi cinematográfica. Uma cena inicialmente normal para os companheiros de Saulo, perseguir os cristãos, os seguidores daquela seita nova contrária ao judaísmo. Todos eles eram religiosos extremos. De repente, uma luz mais forte que a luz do sol cega os olhos de Saulo, que, atônito, ouve uma voz do céu que indaga o motivo da perseguição a Deus. Só a pergunta foi suficiente para mostrar toda a verdade: perseguir ao povo de Deus é perseguir a Deus. Saulo acreditava estar servindo a Deus, mas na verdade estava perseguindo a Deus. Vem, então, o episódio da expressa vontade de Deus. Ananias é o instrumento para Deus ser melhor conhecido por Saulo. Mas Deus já havia tomado a iniciativa de transformar aquele perseguidor em perseguido; aquele arruaceiro em intrépido pregador da Palavra.

I – Ananias, vá à Casa de Judas, Saulo está lá para você falar com ele;

a) Senhor, já ouvi falar muito das atrocidades que este homem faz com os crentes;

b) Ele tem poder até das autoridades para prender todos que invocam o teu nome;

c) Ananias, estou mandando, vá; Eu garanto que ele não irá te fazer mal;

d) Vai, que ele é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome aos gentios;

e) E vai sofrer horrores por causa do meu nome.

II – Nas mãos de Deus um bandido que ataca os cristãos pode ser transformado num Arauto do Evangelho, Intrépido defensor da fé, um amoroso cristão, amante da causa;

a) Deus tem transformado inúmeras pessoas que a nosso ver são incuráveis, abomináveis, completamente irrecuperáveis;

b) Os olhos de Deus são diferentes dos nossos olhos. Onde eu e você vemos problemas à pregação do evangelho, Deus vê solução.

c) Ananias ficou desesperado quando viu que se tratava de Saulo a pessoa a quem Deus o colocou no seu caminho para explicar os detalhes da fé em Cristo;

d) Deus coloca nas mãos de seus filhos tarefas aparentemente difíceis, mas ele garante a vitória; garante a solução; somos vasos nas mãos do oleiro.

III – Eu lhe mostrarei que ele é um vaso escolhido para levar o meu nome aos gentios;

a) Ananias, a tua tarefa é trabalhar a mente de Saulo, porque o coração dele já é meu;

b) Diga a ele como é que os meus servos devem agir; quais são suas tarefas;

c) Deixa comigo que eu vou lhe mostrar quanto ele deve padecer por causa do meu nome; quantas provas ele vai passar; quanta benção ele vai ser na vida dos meus servos.

d) Um vaso nas minhas mãos é sempre útil. Se quebrar, eu refaço, troco as características, troco o nome, troco a maneira de servir; ou então faço outro com os cacos que sobrar.

Conclusão – O Homem Batista é um Vaso nas mãos de Deus. Seja aquele vaso que vai levar alguém a Cristo; seja aquele que vai preparar aquele novo convertido perigoso, que acaba de sair da cadeia, que acaba de cometer vários crimes. O Homem Batista é este instrumento de Deus para a Obra Santa. Deus prepara e usa; se precisar, leva pra ele, mas a vontade de Deus sempre prevalece na vida daquele que se deixou usar por Deus.

A Bênção de Deus Através da Maternidade

Lucas 1. 38.

Introdução – Desde a primeira experiência maternal promessas e cumprimentos têm sido frequentes. O primeiro filho da primeira mulher foi uma promessa cumprida por Deus. Genesis 4 1b diz assim: “Alcancei do Senhor um varão”. Em Gênesis 21. 2 a Palavra de Deus diz: “E concebeu Sara e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha dito. Em Gênesis 25. 21 ocorre outra experiência marcante. Vejamos: “E Isaque orou instantemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril; e o Senhor ouviu as suas orações, e Rebeca, sua mulher, concebeu. Entre muitas outras passagens bíblicas de experiências maternais, citaremos o caso de Ana e o nascimento de seu filho Samuel, registrada em 1 Samuel 1. 26 e 27, que diz: “E disse ela: Ah! Meu Senhor, viva a tua alma, meu senhor; eu sou aquela mulher que esteve contigo, para orar ao Senhor. Por este menino orava eu; e o Senhor me concedeu a minha petição que eu lhe tinha pedido”. Conforme podemos ver, a experiência de ser mãe está em consonância com as promessas e a vontade soberana de Deus.

I – As Bênçãos de Deus Ligadas à Maternidade

a) As bênçãos da maternidade trazem alegria no seio do lar;

b) As maravilhas de Deus são inigualáveis; há verdadeiros milagres nos nascimentos;

c) A maternidade é um dom de Deus; quando Deus permite, os bebês são gerados, são desenvolvidos, são poupados das moléstias da mãe e sobrevivem.

d) A maternidade transforma dor em alegria. Há dores do parto que quase enlouquecem as mães, mas após nascer uma criança, tudo muda.

II – Ser mãe é uma experiência multiplicadora de bênçãos

a) A maternidade complementa a família nuclear. Por muito tempo, às vezes, o lar esperava por aquele milagre. É inigualável a alegria do pai e da mãe quando vencem os grandes obstáculos que anteriormente impediam a chegada dos filhos.

b) Com a maternidade chega a alegria dos pais, dos avós, dos cônjuges, de todos;

c) Com a chegada dos filhos os lares uma alegria imensa invade o lar, os vizinhos;

d) Com a maternidade chega o cumprimento da promessa de Deus; crescei e multiplicai-vos; enchei a terra. A esterilidade provocada ou não, não faz bem.

III – A Maternidade Valoriza e Consolida a Família Cristã

a) A família cristã é biblicamente instituída e consolidada por Deus através da Bíblia;

b) A família cristã é abençoada com a maternidade; foram muitos os casos de mulheres que, milagrosamente, Deus arrancara da esterilidade para a bênção maternal.

c) A família cristã é complementada com a chegada dos filhos na hora certa, pelos métodos certos, por respeito à Palavra de Deus. O chamado planejamento familiar é obra da modernidade e dificulta ou modifica a natureza do lar cristão. Quando eu coloco a formação do meu lar ou o complemento do meu lar em segundo plano, creio que estou tentando conduzir a vida do meu jeito e não do jeito de Deus.

d) A família cristã recebe de Deus as orientações para a criação, orientação, manutenção, formação do lar, consolidação e fortalecimento do lar e dos componentes; entre eles, os filhos.

Conclusão – No jardim da vida, enquanto Deus lhes provê as devidas condições, os casais devem priorizar a formação do lar, com a chegada dos filhos, a criação e educação dos mesmos. Em meio a tantas discrepâncias, interpretações errôneas a respeito da formação da família, da concepção dos filhos e, principalmente da busca da orientação de Deus.

Impresso
De R$ 56.06 por:
R$ 56,06

Ebook (PDF)
R$ 9,69

Tema: Vida Cristã, Mensagens, Homilética Palavras-chave: -, celeiro, esboços, espiritual, esquemas, sermões

Características

Número de páginas: 649
Edição: 1(2017)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.