Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Sou do Bem

Por: Jurandir Araguaia

Saindo da Matrix

A interessante franquia cinematográfica ¨Matrix¨ nos apresenta um notável paradigma do ponto de vista transcendental. De acordo com seu roteiro, o ser humano não passa de pequenas células de energia, ou baterias, simplesmente destinado a servir à manutenção do computador que tudo controla, a Matrix. Esta é tão poderosa que pode escolher quem enriquece, quem terá sucesso, quem não a serve podendo ser eliminado a qualquer tempo e momento. Seu poder é absoluto tendo a capacidade, inclusive, de coromper e modificar a seu bel prazer as leis da física, do tempo e do espaço, indo até o extremo de ¨reiniciar¨ a história ¨resetando¨ todo o universo projetado na mente dos homens quando os eventos não a contentam.

A Matrix apresenta alguma semelhança com a ideia que podemos fazer do Criador? A resposta é evidente. Em seu domínios, no entanto, ocorrem alguns ¨eventos¨ que fogem do seu controle surgindo as ¨anomalias¨ ou indivíduos que ousaram ¨despertar¨ sendo chamados de ¨iluminados¨ ou, conforme a lógica da película, os ¨escolhidos¨. Esses são, evidentemente, muito poucos. Conseguem transpor a realidade imposta pela Matrix e ver o que de fato são: meros objetos servis.

E quanto a nós, vivemos em uma Matrix acreditando que somos, de fato, livres para desencadear nossas escolhas?

Qual o Sistema Socio-econômico-político que estimula ao ser humano à transcendência visando à libertação da sua essência profunda, o espírito, em detrimento da sua sobrevivência pessoal e à do próprio sistema? A quem, de fato, servimos? Servimos a um hipotético ¨Deus¨ sendo-nos permitido adorá-lo em templos, também dentro do sistema, ou podemos abandonar o sistema e buscar a Verdade Essencial dentro de nós mesmos?

Nenhum dos sistemas existentes no mundo atualmente prega a essência da liberdade ao ser humano, pois isto redundaria na extinção dos mesmos. Alguns dos ¨iluminados¨ que tivemos, como Buda ou Jesus, servia aos sistemas dominantes? A mensagem de Jesus, por exemplo, foi tão libertadora e profunda que os sistemas dominantes da época, político e religioso, resolveram crucificá-lo. Depois, trataram de corromper a essência do que disse adaptando-o ao sistema.

A questão não é se vivemos ou não presos a um poderoso sistema mundial que nos utiliza a seu contento. A resposta é óbvia. A questão é: você quer, de fato, conhecer a verdade e se libertar? Eis o nosso desafio em Sou do Bem. Namastê!

(Jurandir Araguaia é escritor, palestrante motivacional existencialista, ex-fiscal-ambiental/Goiânia, auditor-fiscal/Go, formado em Ed. Física e Adm. de Empresas, site: www.jurandiraraguaia.com)

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 37,36

Ebook (PDF)
R$ 14,53

Tema: Desenvolvimento Humano, Autoajuda Palavras-chave: agradecimento, conhecimento, do, espiritismo, filosofia, fé, luz, paz, religião, sofrimento, teoria, vida

Características

Número de páginas: 94
Edição: 1(2008)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.