Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Original

Agbook

Original

Sede Vampírica

Por: Antologia dos Vampiros

Quando falamos sobre vampiros a nossa imaginação começa a trabalhar tentando identificar que ser é este tão falado ao longo dos séculos, a qual desperta a nossa curiosidade, na sua existência ou não.

Podemos acreditar que ele não possa existir ou um grande trabalho dos próprios vampiros foi feito para não existir, para que a sua raça possam alcançar sua longevidade para os seus séculos vindouros.

Receber as obras para a Sede Vampírica foi incrível, tive a certeza que a maioria delas parece que foram escritos pelos próprios vampiros excêntricos.

Segundo as lendas antigas a origem do vampiro surgiu decorrente aos homens condenados pela igreja católica.

Diz à tradição antiga dos papiros mágicos dos vampiros que os primeiros vampiros surgiram entre os suicidas e os criminosos condenados à morte. Ou seja, pessoas que de uma forma ou de outra tiveram seu período normal de vida interrompido brusca e violentamente. Principalmente os suicidas que se arrependeram do ato quando já não havia mais tempo de voltar atrás. E tanto os suicidas quanto os criminosos eram condenados também pelo Cristianismo. Mesmo que recebessem extrema-unção, depois de mortos não poderiam passar pela Igreja e não poderiam ser enterrados em "campo santo", pois normalmente os cemitérios ficavam ao lado das igrejas e eram controlados por elas. Os padres eram enterrados dentro das igrejas. Segundo a tradição, a revolta contra essa marginalização, a vontade de voltar a viver e o medo de ir para o inferno criavam uma força suficientemente capaz de fazer com que esses seres não se decompusessem, não morressem totalmente e se levantassem do túmulo, à noite, por muitos motivos. Um deles é que os homens são animais de hábitos normalmente diurnos... O vampiro é feito das trevas, e trevas não passam de luz condensada.

Então os vampiros secundários protegendo-se na escuridão da noite e se alimentando do sangue apenas de animais domésticos e selvagens, sobre estas condições qualquer vampiro estava condenado à extinção se não criasse plano de sobrevivência. A primeira providência instintiva de qualquer vampiro era arrumar pessoas que pudessem ajudá-lo a manter-se vivo. Houve o levante das populações enfurecidas era um perigo insuperável, com o passar do tempo. Só subsistiram aos vampiros de famílias altamente poderosas e influentes. Começaram a aparecer no final do Séc. XVI e se multiplicavam enormemente numa furiosa atividade nos séculos XVII e XVIII, principalmente nos países europeus onde era mais intenso o fervor religioso. Como já argumentamos anteriormente, esse fervor religioso inevitavelmente geraria suas grandes histórias e contradições. A Alemanha foi o país que mais sofreu com a presença dos vampiros e existem ali até hoje muitos tratados eruditos buscando a compreensão de suas atividades e a cura para seus males. No entanto, apesar da Alemanha ter tido o maior número de vítimas fatais dos vampiros, foi na Inglaterra que surgiram os mais famosos e influentes vampiros, bem como as linhagens politicamente mais fortes e poderosas.

Hoje em nosso tempo moderno as linhagens não se extinguiram. Pelo contrário, se tornaram altamente sofisticadas e suas alianças com os poderes existentes os tornaram praticamente imunes à destruição. Não podemos esquecer que, além do poder econômico, as linhagens de vampiros que conseguiram sobreviver têm ainda a oferecer aos poderes constituídos os grandes segredos de como manter pessoas e inclusive populações inteiras em estado de semi-letargia e inconsciência. Os vampiros são especialistas competentíssimos na arte de criar, educar e manter mortos-vivos para o seu deleite.

Bem vindo a Sede Vampírica, Antologia de Vampiros

Selos de reconhecimento

Impresso
De R$ 44.07 por:
R$ 38,96

Ebook (PDF)
R$ 17,22

Tema: Artes, Poesia, Realismo Fantástico Palavras-chave: antologias, vampiros

Características

Número de páginas: 212
Edição: 1(2013)
Formato: A5 148x210
ISBN: 9783110235524
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (3 comentários)
27/06, 15:12 h
Anthony Hilmmer
Vampiros, vampiros e sangue é o livro de vcs... Mas o teor é rico nas suas histórias, gostei muito e também por deixar a capa com essa mocinha inocente tomando o seu néctar... Sempre é o Carlos Vanilla metido em alguma obra de terror ... Ele é será um? RS, Brincadeirinhas Carlos... Meu beijo excêntrico em sua boca...
04/05, 18:21 h
Jose Aldo Ribeiro
Foi legal ver este livro porque ele é uma Bíblia dos Vampiros, tem de tudo, gostei muito das histórias nela escrita pelos antologistas de vampiros, o rapaz de cima realmente sabe dar medo, o estereótipo perfeito para os vampiros de carteirinha.
14/12, 14:27 h
Jose Antoniete
Muito bom um livro falar sobre vampiros, vampiros existe, e estao aqui na cidade de Curitiba, que sao pessoas grossas sem educaçao, e metidas a europeu. Mas aqui nao vai durar muito a paz dekes pirque, os vampirs estarao chegando par normalizar , as crianças vao desaparecer.

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.