Agbook

O OUTRO LADO DE COIVARAS : O MUNDO

CONTOS

Por: OSCAR KELLNER NETO

Oscar Kellner Neto abre-nos as portas de seu laboratório deslumbrante e, por vezes, assustador, numa estréia segura pelos caminhos da ficção. Contista que é um mago de fórmulas próprias, à alquimia da linguagem versátil e colorida mistura poderosa criatividade, fazendo surgir das trevas do inconsciente um mundo de dilúvio e sombras, labaredas e noites, habitados por fantasmas, seres biônicos, robôs, gente que se desintegra e some – mundo de pesadelo onde o absurdo cria foros de realidade e como tal se impõe. Por situar-se num plano extra-real e ultra- sensorial, Coivaras permite um rompimento com todos os princípios de equilíbrio justificados pela razão. Lá o animismo se apodera dos objetos; as pessoas se coisificam: a transposição é perfeitamente possível. Obscuro Planeta interior, alienígena e estranho, a muito poucos é dada a coragem de desbravá-lo. Oscar aceitou o desafio. Ousadamente, lançou-se à aventura. Desarmados é que devemos segui-lo, procurando captar com seu microscópio (por sua vez transfigurado em caleidoscópio) esse lado oculto dos seres e das coisas, que apenas a sensibilidade de um artista autêntico expõe e que, até hoje não foi definido pela ciência...

A visão surrealista de Oscar Kellner Neto incide sobre a verdade existencial, dando-nos como resultado este desencadeamento de quadros, onde ecoa uma certa ironia triste, sorriso agônico de quem vê o invisível, a perpassar por todo o livro como uma brisa carregada de presságios. Por utilizar-se de símbolos e mitos, com personagens que peregrinam à beira de precipícios da loucura, remorso e medo, Oscar Kellner Neto faz ecoar em sua narrativa a atmosfera das novelas de Sábato e Rulfo. Isso, todavia, em nada depõe contra ele, uma vez que a sua representação do mundo, longe de ser meramente xerográfica, é, como a dos referidos autores latino-americanos, o posicionamento consciente de quem, para atingir o fundo do poço da humanidade, mergulhou primeiro em si mesmo.

Contestando a civilização, O Ataque, A Missão, O Sobrevivente, perfeitos em sua construção, bem conduzidos, terríveis, realistas em seu clima onírico, fazem prever que, de fato, “Coivaras sobreviverá aos inúmeros dilúvios, sempre anjo, sempre demônio...”. Primeira ilha de um arquipélago, ”sua latitude ou a sua longitude não se encontram nos mapas ou cartas geográficas convencionais”, porque desde agora faz parte da rota inconvencional e desconcertante dos que se perdem por entre os labirintos da vida para encontrar ou desvendar as paisagens subterrâneas onde todas as dimensões são possíveis.” (Maria de Lourdes Hortas - Recife/83)

Impresso
R$ 41,79

Ebook (PDF)
R$ 17,22

Tema: Fantasmas, Sagas Palavras-chave: contos, estÓrias, literatura, nacional

Características

Número de páginas: 264
Edição: 1(2013)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.