Agbook

Devassas: uma análise das denúncias contra as "mal-procedidas"

Prostituição, concubinato e vivência religiosa nas Minas Gerais do século XVIII

Por: Lisa Batista de Oliveira

Relações de poder cristãs, escravistas e patriarcais permearam as relações de gênero conduzindo à submissão sexual das "mal-procedidas", concubinas e prostitutas, que se entregavam aos prazeres sensuais. Escravas e libertas, ao se relacionarem intimamente com homens brancos, subverteram os padrões hierárquicos da sociedade das Minas do século XVIII, deslocando as relações de dominação e criando poderes informais femininos baseados na sedução que proporcionavam uma existência mais livre. Brancas pobres, sem dotes, que não atuavam na preservação da propriedade de ricos senhores de escravos, também criaram táticas de sobrevivência por meio dos "tratos ilícitos". Através da subversão do desejo e do olhar masculinos, mulheres pobres conquistaram melhores condições de vida, construindo uma cultura feminina de resistência fundamentada no "mau uso de si".

Selos de reconhecimento

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: Filosofia, Geografia E Historia, Epistemologia, Filosofia / Religião, Ética E Filosofia Moral Palavras-chave: poderes, resistência, sedução

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.