Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

SADDAM VOLTOU! E AGORA BAGDÁ?

Por: ADEILSON NOGUEIRA

Todos pensavam que Saddam Hussein estava morto. Acreditaram que aquela língua de fora, pendurado em uma corda, no dia 30 de dezembro de 2006, era a evidência irrefutável da sua morte. Mas a corrupção também chegou a Bagdá. Saddam comprou os juízes, os médicos que atestaram sua morte e os jornalistas que fizeram a cobertura do evento. Saddam comprou todo mundo!

Imagem do falso enforcamento de Saddam (Observem que um dos carrascos afrouxa o laço e diz, em árabe: non te preocupes amigo)

O tempo passou, a poeira assentou e as eleições chegaram. Como todo político corrupto sabe, seria necessária uma estratégia para enganar o povo pobre e camelo de Bagdá All Baitho-lá. O nome “Hussein” era um problema - Muito pesado para a campanha eleitoral. Seu marqueteiro deu uma ideia genial: Alterar o nome para Saddam Russein. Ninguém em Bagdá All Baitho-lá iria perceber a diferença e, caso percebesse, o dinheiro que Saddam tomou emprestado aos marcianos de Marte (alienígenas que saíram do planeta Marte para bancar a campanha e ver a destruição do planeta Terra) resolveria esse probleminha.

A campanha foi dura. Saddam conseguiu a vitória fingindo que mudou, que agora é um cara bonzinho e fez até foto segurando pelúcia (vide capa), mas, na verdade, o que pesou mesmo foi a grana oriunda de Marte, a grana marciana vale mais que o dinheiro minguado que circula em Bagdá All Baitho-lá.

Tanto é que, na supra referida campanha eleitoral, Saddam não prometeu P. nenhuma, não prometeu absolutamente nada! Comprou lideranças políticas locais, eleitores, tirou cópias dos títulos e mandou sua temida guarda pessoal ficar de olho nas sessões para ter certeza de que o rebanho seria obediente ao seu senhor.

Não deu outra: Saddam Russein – prefeito de Bagdá All Baitho-lá! O presente livro, agora adaptado para radionovela, evidente obra de ficção, onde qualquer semelhança com outros Saddans e marcianos, espaço afora, será uma mera e infeliz coincidência, procurará mostrar um pouco do dia a dia da administração do prefeito Saddam Russein na cidade de Bagdá All Baitho-lá.

Boa leitura!

Adeilson Nogueira

Impresso
R$ 78,90

Ebook (epub)
R$ 61,24

Tema: Artes Cênicas, Entretenimento, Ficção, Atuação & Audição, Engraçado, Rádio Palavras-chave: bagdá, comédia, ficção, prefeitura, radionovela

Características

Número de páginas: 60
Edição: 1(2017)
Formato: A4 210x297
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.