Agbook

AUTISMO

NO TEMPO DA DELICADEZA

Por: PRISCILLA AMARAL

“Não há barreiras que a mente humana

não possa transpor.”

(Hellen Keller)

A luta pela equiparidade de direitos das pessoas com

deficiência no âmbito social é antiga. Do extermínio complacente até o reconhecimento desses direitos, passamos por transformações importantes. Primeiro, o paradigma da integração, que previa a inserção pura e simples daquelas pessoas com deficiência que conseguiam ou conseguem,por méritos pessoais e profissionais, utilizar os espaços físicos e sociais, bem como seus programas e serviços, sem nenhuma modificação por parte da sociedade (escola, empresa,clube etc.). Essa forma de inserção não atendia aos anseios das pessoas com deficiência que viam nesse modelo uma posição cômoda da sociedade, ou seja, quem conseguia se moldar era incluído, os demais permaneciam no processo de exclusão. Com isso, ganha força o atual paradigma da inclusão, como um modelo de sociedade,

Nunca é demais recordar que todo processo

de transformação social passa necessariamente pelos bancos escolares. A pessoa autista dentro desse contexto sempre encontrou enormes dificuldades para seu pleno desenvolvimento social e educacional. Vítimas de preconceitos e estigmas foram separadas da família e da sociedade. Porém,isso gradativamente vem mudando, principalmente aqui no Brasil com o advento da Lei n.º 12.764/2012, que institui a “Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista”. Sancionada em dezembro de 2012, a medida faz com que os autistas passem a ser considerados oficialmente pessoas com deficiência, tendo direito a todas as políticas de inclusão do País – entre elas, as de Educação. Pode parecer estranho

criar uma lei voltada especificamente ao Autismo, sabendo

que já existem no Brasil diretrizes gerais para a inclusão.

A medida, no entanto, faz sentido, por não haver um

texto específico até então que dissesse que os autistas

são pessoas com deficiência. Em sendo assim, muitos deles

não podiam usufruir dos benefícios que já existem na

Legislação Brasileira para esse público específico.

Nessa direção, o livro “Autismo – no tempo da delicadeza”,

da professora Priscilla Amaral, é uma ótima

oportunidade para que todos possam refletir sobre

este tema.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 74,83

Ebook (PDF)
R$ 44,02

Tema: Família E Clínica Geral, Educação E Treinamento, Diagnóstico, Medicina, Educação de Filhos, Educação Palavras-chave: aprendizagem, autismo, educaÇÃo, especial.educaÇÃo, transtornos

Características

Número de páginas: 140
Edição: 1(2019)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-85-7854-311-2
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 90g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.