Agbook

FERIDAS PROFUNDAS

MEUS DESUMANOS

Por: WALMAR PEDRO

CANSEI DE NADA FALAR

Lembro-me que por um tempo eu escrevera crónicas sob título “Lágrimas sociais", textos um tanto exaustivos, mas que nos levavam à sérias reflexões. Hoje não me peçam para me calar, nem para que eu apenas fale às minúsculas, pois, que sociedade nós temos?

Apelamos à população que resgatemos os bons modos, os valores morais, os princípios de convivência, o HUMANISMO, mas somos nós mesmos quem a ensinamos o contrário! Ensinamos à população o quão doce é ser desumano, desamoroso e usar da nossa superioridade relativa, RELATIVA, atribuída para [es]pisotear todo aquele de menor poder sobre nós.

Ora bolas! Já lá vai o calar de tamanha passividade literária (não que de um conto se trate) face aos episódios tristes que venho assistindo por parte de pessoas que supostamente nos devem protecção e exemplo. Talvez o policial já não mais o queira ser pois a patente e a farda o tornam em “O REI DO PEDAÇO", o senhor lei. Que o contem os taxistas que volte e meia são obrigados a descobrirem novos atalhos para não se virem “penteados", não que andem [des]penteados, sem ao menos se lhes ser pedida a documentação.

Hã, isso já é óbvio, pois não é novidade que todo o taxista tem uma namorada na via a qual ele se vê obrigado a deixar a gita. Portanto, deixem-me falar das novas atletas de atletismo que se têm descoberto em Luanda e arredores, as mamães que à zunga vão com o intuito de angariarem verbas para os meus irmãos em casa!

Como não ser antifiscal quando estes lamentavelmente instam em agir de um modo desumano? Não sei se a estes eu conseguiria amontoar brasas acesas sobre suas cabeças. Verdade que o seu trabalho não é fácil e que alguns destes têm demonstrado serem verdadeiros humanos!

Ó sociedade!

Desumanos, que sociedade queremos formar, seus pacatas arrogantes?

Nguinamau Valter Laurindo Pedro

Impresso
R$ 38,14

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: Plantas, Letras, Desastres Naturais, Poesia, Natureza, Literatura Estrangeira Palavras-chave: africa, angola, negro, poesia

Características

Número de páginas: 45
Edição: 1(2019)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.