Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

A FUNDAÇÃO DE ATENAS

Por: ADEILSON NOGUEIRA

O pobre homem assim emprestou a segurança do seu corpo e sobre a das pessoas de sua família. Tão severamente esses contratos opressivos haviam sido cumpridos, que muitos devedores haviam sido reduzidos da liberdade para a escravidão na própria Ática, muitos outros haviam sido vendidos para exportação, e alguns até então preservaram sua própria liberdade vendendo seus filhos. Além disso, um grande número de propriedades menores na Ática estava sob hipoteca, de acordo com a formalidade usual na lei, e continuada ao longo dos tempos históricos - por um pilar de pedra erguido na terra, inscrito com o nome do credor e o valor do empréstimo. Os proprietários dessas terras hipotecadas, no caso de uma mudança desfavorável dos acontecimentos, não tinham outra perspectiva, exceto a de escravidão irremediável para si e suas famílias, seja em seu próprio país natal, roubado de todas as suas delícias, ou em alguma região bárbara. Alguns haviam fugido do país para escapar à adjudicação legal de suas pessoas e conseguiram uma subsistência miserável em partes estrangeiras por ocupações degradantes. Também para muitos, esse grupo deplorável havia caído por condenação injusta e juízes corruptos; a conduta dos ricos, no que diz respeito ao dinheiro sagrado e profano, no que diz respeito a assuntos públicos e privados, sendo completamente sem princípios e voraz.

A fundação da cidade de Atenas, além da tradição mitológica que atribui seu nome a Athené, a deusa, é creditada pelos gregos a Sais, um nativo do Egito. O verdadeiro fundador de Atenas, quem a transformou em cidade e reino, foi Teseu; um filho ilegítimo não reconhecido. O mito usual envolve seu nascimento e educação.

Para que, como o oráculo dissesse aos atenienses que, se eles propusessem a Minos e chegassem a um acordo com ele, a raiva do céu cessasse e eles tivessem uma trégua com seus sofrimentos, eles enviaram uma embaixada a Minos e o convenceram a fazer as pazes, com a condição de que a cada nove anos lhes enviem em homenagem sete jovens e sete donzelas. A mais trágica das lendas afirma que essas crianças pobres, quando chegaram a Creta, foram jogadas no labirinto e foram devoradas pelo Minotauro ou morreram de fome, sendo incapazes de encontrar a saída. O Minotauro, como Eurípides nos diz, foi

"Uma forma misturada e um nascimento monstruoso,

Meio homem, meio touro, em duas formas combinadas."

Impresso
R$ 42,86

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: Educação, Geografia E Historia, Não Ficção, Antigo, Civilização, Grécia Palavras-chave: geografia, grécia, história, sólon

Características

Número de páginas: 39
Edição: 1(2020)
Formato: A4 210x297
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.