Agbook

CUNHAGEM IBÉRICA E CELTIBERIANA

Por: ADEILSON NOGUEIRA

Antes da chegada dos cartagineses e romanos, a prata era fundamentalmente cunhada em Emporion, Rhode e Ass. As colônias gregas de Emporion e Rhode foram as primeiras cidades a cunhar moedas na Península Ibérica, mas a cunhagem mais antiga a ser descrita como ibérica em sentido cultural foi cunhada em Ass durante o século IV a.C., iniciando uma produção prolongada de moedas de prata com influências gregas que continuou durante o terceiro e segundo séculos a.C.

Esses denários ibéricos, cunhados pela primeira vez na primeira metade do século II a.C., geralmente foram estudados separadamente das moedas da Segunda Guerra Púnica e considerados como um fenômeno independente. Em outras palavras, a criação de casas de cunhagem para denários ibéricos tornou-se um desafio para os estudiosos em termos de identificação de uma nova política monetária romana para a recém-criada província da Hispania. Antes disso, porém, as dracmas de Emporion e suas imitações ibéricas desempenharam um papel crucial no financiamento dos esforços de guerra dos romanos e, talvez, de certos povos ibéricos, criando um precedente que encorajava as emissões posteriores dos denários.

Os cálculos mostram números altos para uma colônia grega como Emporion e revelam como seus projetos foram levemente modificados e sua produção aumentou sob a influência de Roma. Durante a conquista da Grécia, as cidades de Apollonia e Dyrrachium exibiram um padrão semelhante de cunhagem, adaptando sua produção à presença romana. As dracmas dessas cidades serviam aos propósitos romanos ao desembarcar na costa grega e para suas viagens ao longo da via Egnatia. A principal diferença reside no fato de os gregos já terem sido amplamente monetizados, enquanto os habitantes da seta ibérica estavam sendo apresentados a essas novas pequenas peças redondas de prata.

Impresso
R$ 41,16

Ebook (epub)
R$ 22,60

Tema: Moedas & Medalhas, Europa, Antigo, Geografia E Historia, Educação, Antiguidades E Colecionáveis Palavras-chave: história, império, moedas, numismática, romano

Características

Número de páginas: 51
Edição: 1(2020)
Formato: A4 210x297
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.