Agbook

TRIVMVIRI MONETALES

Por: ADEILSON NOGUEIRA

Triumviri Monetales, Monetel Trimnvirs - Esses eram especialistas especialmente nomeados pelos romanos para dirigir ou superintender a cunhagem de seu dinheiro. Desde a época da república, a administração das cunhagens foi atribuída a três taxas de magistas, chamadas Triumviri Auro, Argento, Aeri, Fiando, Fenundo - ou seja, uma comissão de três, sob os quais moedas em ouro, prata, e bronze foram batidas. Júlio Cíesar, que aumentou as magistraturas às quais ele poderia conferir mais favores, foi o primeiro a acrescentar um ao seu número original. Isso levou a dúvidas plausíveis no ano de Koine 709, pois é nas moedas daquele ano, respeitando o ditador, encontramos a menção de Quatuorviri em vez de Triumviri. Suetônio relata o primeiro César que “além disso apoiou escravos na casa da moeda e nas receitas públicas”. Testemunhos indicam que o número de triúnviros foi aumentado quando a superintendência da casa foi tirada de suas mãos e confiada a escravos - será necessário dizer que César estava comprometido com os escravos, não com a conveniência de cunhar o dinheiro público. E esse é o mesmo fato aludido por Suetônio como uma prova da desconsideração do costume observado por seu antecessor, de que ele poderia ter transferido para a propriedade de escravos pertencentes aos questores.

Sob Augusto, as mudanças feitas na magistratura monetária pelo predecessor foram abolidas; o número desses oficiais foi restaurado para três, como afirma Dion. Em que ano essa reforma ocorreu é incerto; mas sabemos que eles continuaram por todo o tempo em que os imperadores reinavam para gravar suas chamas no cômio que causaram ao serem atingidos. - Aquillius, Caninius, Durinius e Petronius, cujas moedas foram perdidas no ano v.c. 734, ou próximo desse tempo, chamam a si mesmos de IIIVIRI. Se esta alteração ocorreu em qualquer ano anterior a esta data conhecida.

Esse novo estilo de cunhagem romana comunicava exatamente como esses homens desejavam ser retratados aos olhos do público. Ao determinar os papeis que esses funcionários menores cumpriram, podemos concluir sua função na operação geral do estado e maneiras pelas quais esses jovens trataram o próprio escritório em relação aos desejos de eleição para o Senado e demonstrar lealdade aos senadores ou facções políticas particulares. O que fica evidente é que essa mudança nos tipos de moedas, possivelmente causada por mudanças nas leis eleitorais como a lex Gabinia de 139 a.C., é que a iconografia e as legendas escolhidas refletem diretamente as atitudes e preocupações contemporâneas desses burocratas medíocres do período. Isso é demonstrado pelas tendências em mudança nos tipos de moedas, desde a representação da família e suas realizações até o desenvolvimento de tipos de "patrono", que sugerem que os homens estavam fazendo uso de seu escritório para promover publicamente sua lealdade àqueles que eles apoiaram.

Impresso
R$ 41,32

Ebook (epub)
R$ 22,60

Tema: Moedas & Medalhas, Europa, Antigo, Geografia E Historia, Educação, Antiguidades E Colecionáveis Palavras-chave: história, império, moedas, numismática, romano

Características

Número de páginas: 53
Edição: 1(2020)
Formato: A4 210x297
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.