Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

O HUMOR E ALEGRIA DO MANECO

(MANUEL ANTÔNIO ÁLVARES DE AZEVEDO)

Por: AUGUSTO DE SÊNIOR

Manuel Antônio Álvares de Azevedo (nascido a 12 de setembro de 1831 em São Paulo e falecido em 25 de abril de 1852 no Rio de Janeiro – Maneco – como era chamado em família) é o poeta do mal do século, do spleen (melancolia), do cemitério, do sepulcro, da morte, do cadáver, do Ultrarromântismo (pessimismo em relação à vida).

Foi assim que o jovem poeta (morto antes de completar vinte e um anos) passou à literatura brasileira, acreditamos que este fato carece revisão. Para que esta pequena análise literária seja compreendida em seu cerne, precisamos apreender o significado das palavras humor no sentido de graça, ironia e alegria como euforia, contentamento.

Todos os poemas pertencem ao livro “Lira dos vinte anos” (1853), obra máxima do Autor.

Podemos dividi-los, para este trabalho, em poemas que mostram humor e ironia: e poemas que mostram euforia e contentamento.

Segundo Álvares de Azevedo, os poemas estão divididos em duas “faces”, que representam a contradição existente entre o Bem (face Ariel – 1ª e 3ª partes – poemas ingênuos, castos, inocentes de Lira de vinte anos) e o Mal (face Caliban - 2ª parte).

Assim teremos:

Ai Jesus! A cantiga do sertanejo (1ª parte: face Ariel – poemas ingênuos e inocentes), Spleen e charutos: Vagabundo, A lagartixa e Luar de verão (2ª parte: face Caliban – poemas irônicos e sarcásticos), É ela! É ela! É ela! É ela! Namoro a cavalo, Dinheiro e Toda aquela mulher tem a pureza (como determinam os ensinos literários, toda a vez que o Autor não nomear o poema o primeiro verso será o nome do mesmo).

Em alegria teremos: No mar (1ª parte – face Ariel), Amor (3ª parte: face Ariel), Na várzea (3ª parte: face Ariel), Meu desejo (3ª parte: face Ariel), Terza rima (influência de A divina comédia de Dante Aliguiere – 1350 a 1412 – 3ª parte: face Ariel), Soneto “Um mancebo no jogo se descora” (3ª parte – face Ariel), Soneto “Ao sol do meio-dia eu vi dormindo” (3ª parte: face Ariel), Fui um doudo em sonhar tantos amores (3ª parte: face Ariel) e Cismar (3ª parte: face Ariel).

Com esse olhar sobre a obra de Álvares de Azevedo, principalmente sobre as poesias de Lira dos vinte anos (1853), obra máxima do autor, tencionamos dizer o contrário, ou seja, o jovem não é somente “sepulcral”, aproximado aos cemitérios, aos cadáveres, ao lado negro da vida, em suma, podemos também, encontrar em sua obra humor, divertimento e alegria.

Em outras poesias o jovem é divertido, mas exatamente no final, retorna ao seu estado “depressivo”, não servindo então, para esse estudo (Ex.: Cantiga – Lira dos vinte anos – 1ª parte).

Aqui apresentamos dezenove poesias, que devem (esta é a nossa tentativa) reabilitar esse interessante autor brasileiro.

Esperamos que este pequeno estudo “produza” outros trabalhos e ajude a desmistificar e destruir a “aura negra” que envolve o jovem Álvares e possa revelar, também, a sua face humorística e alegre.

Rio de Janeiro, 20 de outubro de 2017.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 37,15

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: Literatura Nacional, Poesia Palavras-chave: alegria., e, humor

Características

Número de páginas: 89
Edição: 1(2017)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-19-7311-736-0
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.