Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Saúde Pública e o SUS:

Esta página foi vista 223 vezes desde 18/04/2020

Um novo olhar sobre as atribuições do profissional de enfermagem frente aos avanços e entraves na promoção à saúde.

Por: Wellington Pereira Rodrigues

A presente pesquisa teve como objetivo avaliar o conhecimento dos usuários e profissionais de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde de Pinhão/SE quanto as políticas de saúde pública no âmbito da Estratégia de Saúde da Família. Trate-se de um estudo aplicado, de natureza quantitativa, realizado na área adscrita pela Unidade Básica de Saúde José Marcos de Rezende, zona urbana do município. A coleta de dados ocorreu por meio de um questionário semiestruturado com perguntas fechadas e de múltiplas escolhas, com 40 usuários divididos pelas 8 micro áreas de atuação do Agente Comunitários de Saúde (ACS) e os 11 profissionais de saúde que atuam junta a Estratégia de Saúde da Família, entre eles, médico, enfermeira, técnica de enfermagem e ACSs. Os dados coletados forma submetidos a analise correlacionando os dados coletados com os dos usuários com os dos profissionais. Assim, a pesquisa mostrou que existe uma diferença entre o conhecimento dos usuários e dos profissionais, na medida em que os profissionais têm uma ideia bem formada sobre as diretrizes e os princípios legalmente instituídos que norteia a ESF, enquanto que os usuários demonstram desconhecer como funciona o SUS, principalmente no tocante a participação e controle social das políticas públicas do município, sendo identificado uma carências da atuação dos usuários na atenção primária a saúde por meio dos meios legais e de dificuldades na implantação e adesão dos usuários quanto às ações e atividades de educação popular em saúde. O principal problema na atuação dos profissionais de saúde da Equipe de Saúde da Família (ESF) encontra-se na execução de suas cargas horárias de trabalho. Logo, a percepção dos usuários sobre os serviços de saúde mostra-se coerente com as condições existente no município e com a própria visão dos profissionais que executam as atividades e ações em saúde, porém o principal entrave encontrado para melhorar a realidade dessa população encontra-se na própria ausência de participação dos usuários junto aos órgãos de participação e controle social, como o Conselho Municipal de Saúde, e na ausência da participação nas políticas de educação em saúde, o que demonstra uma fragilidade na ação dos atores sociais envolvidos com o fortalecimento da participação popular.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 56,07

Ebook (epub)
R$ 19,80

Tema: Medicina, Saúde E Fitness, Família E Clínica Geral, Medicina Clínica Palavras-chave: conselho, controle, da, de, dos, e, educação, em, estratégia, família, municipal, participação, percepção, saúde, saúde., social, usuários

Características

Número de páginas: 417
Edição: 1(2020)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-85-569-7841-7
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.