Agbook

Saúde Pública e o SUS:

Esta página foi vista 57 vezes desde 18/04/2020

Um novo olhar sobre as atribuições do profissional de enfermagem frente aos avanços e entraves na promoção à saúde.

Por: Wellington Pereira Rodrigues

A presente pesquisa teve como objetivo avaliar o conhecimento dos usuários e profissionais de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde de Pinhão/SE quanto as políticas de saúde pública no âmbito da Estratégia de Saúde da Família. Trate-se de um estudo aplicado, de natureza quantitativa, realizado na área adscrita pela Unidade Básica de Saúde José Marcos de Rezende, zona urbana do município. A coleta de dados ocorreu por meio de um questionário semiestruturado com perguntas fechadas e de múltiplas escolhas, com 40 usuários divididos pelas 8 micro áreas de atuação do Agente Comunitários de Saúde (ACS) e os 11 profissionais de saúde que atuam junta a Estratégia de Saúde da Família, entre eles, médico, enfermeira, técnica de enfermagem e ACSs. Os dados coletados forma submetidos a analise correlacionando os dados coletados com os dos usuários com os dos profissionais. Assim, a pesquisa mostrou que existe uma diferença entre o conhecimento dos usuários e dos profissionais, na medida em que os profissionais têm uma ideia bem formada sobre as diretrizes e os princípios legalmente instituídos que norteia a ESF, enquanto que os usuários demonstram desconhecer como funciona o SUS, principalmente no tocante a participação e controle social das políticas públicas do município, sendo identificado uma carências da atuação dos usuários na atenção primária a saúde por meio dos meios legais e de dificuldades na implantação e adesão dos usuários quanto às ações e atividades de educação popular em saúde. O principal problema na atuação dos profissionais de saúde da Equipe de Saúde da Família (ESF) encontra-se na execução de suas cargas horárias de trabalho. Logo, a percepção dos usuários sobre os serviços de saúde mostra-se coerente com as condições existente no município e com a própria visão dos profissionais que executam as atividades e ações em saúde, porém o principal entrave encontrado para melhorar a realidade dessa população encontra-se na própria ausência de participação dos usuários junto aos órgãos de participação e controle social, como o Conselho Municipal de Saúde, e na ausência da participação nas políticas de educação em saúde, o que demonstra uma fragilidade na ação dos atores sociais envolvidos com o fortalecimento da participação popular.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 53,48

Ebook (epub)
R$ 17,22

Tema: Medicina Clínica, Família E Clínica Geral, Saúde E Fitness, Medicina Palavras-chave: conselho, controle, da, de, dos, e, educação, em, estratégia, família, municipal, participação, percepção, saúde, saúde., social, usuários

Características

Número de páginas: 417
Edição: 1(2020)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-85-569-7841-7
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.