Agbook

Domenico Losurdo, um farsante na terra dos papagaios

Ensaios sobre o estalinismo e neo-estalinismo no Brasil

Por: Mário Maestri

De Farsantes e Papagaios

Com o passar dos anos, em seus escritos e em sua vida, o historiador Mário Maestri nunca parou de aguçar a capacidade de conciliar seriedade e ironia, sabedor da importância da sátira na crítica social e política, sobretudo para desvendar as contradições sociais fortemente entranhadas. Foi nesse estilo e com essa preocupação que escreveu Losurdo, um Farsante de Sucesso na Terra dos Papagaios: Ensaios sobre o Estalinismo e Neo-Estalinismo no Brasil. Sobretudo nesse trabalho, creio, foi preciso, desconstruir constantemente as aparências para chegar à essência, no emaranhado campo político. Espaço em que, mesmo para grande parte da chamada esquerda, não apenas os sucessos dos últimos cem anos – da revolução de 1917 à instauração da ditadura estalinista e, a seguir, à restauração capitalista na URSS – são objetos de forte instrumentalização ideológica. Fenômeno que se estende à confusa e questionável terminologia utilizada: palavras como esquerda, comunismo, marxismo, trotskismo, nacionalismo, revolução, burguesia, classe operária etc. são, mais do que nunca, “arena da luta de classe” – para usar expressão, dos anos 1920-30, do linguista soviético Volochinov.

Na primeira parte de Losurdo, um Farsante de Sucesso na Terra dos Papagaios, Mário Maestri descontrói, de modo irônico-sério, a apresentação totalmente improcedente de Domenico Losurdo de Stalin e do estalinismo, mostrando que, entre outras tantas transgressões metodológicas e éticas, o italiano sequer se deu ao trabalho de consultar a farta documentação arquival e editada sobre aquele período histórico. Mário Maestri não pára por aí. Ele se debruça sobre o aparente mistério da enorme receptividade que os escritos do Losurdo – intelectual pouco conhecido na Itália – tiveram entre parte da esquerda no Brasil.

A essa primeira e persuasiva parte, por si só, Mário Maestri acrescentou duas outras, que fecham esse ensaio com chave de ouro, tocando, além da razão, também o “coração” do leitor. A primeira é constituída de relatos mais pessoais, alguns muito comoventes. A segunda, em cuja tradução ao português eu tive o prazer de colaborar, constitui documento de extrema importância e tensão histórico-política e, também, a prova dos nove, para quem tiver ainda dúvida de que Domenico Losurdo foi mesmo um farsante e seus seguidores não passam de papagaios.

Florence Carboni, Gênova, 22 de julho de 2020.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 36,51

Ebook (PDF)
R$ 16,14

Tema: Historiografia, Geografia E Historia, Biografia Palavras-chave: 1941, domenico, ensaios, losurdo, políticos, stalin

Características

Número de páginas: 162
Edição: 1(2020)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-65-876-8101-6
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.