Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Justiça em Julgamento

Por: Marco Antonio Heredia Viveros

Nem tudo o que parece é!

Para participar das três fases da ação penal 0001958267 transitada na 1ª.Vara do Júri da comarca de Fortaleza foram designadas três autoridades : O Delegado Quintinho que foi substituído posteriormente por José Nival Freire da Silva, o Promotor de Justiça Aldair Nogueira Barbosa e a juíza Maria Odele de Paula Pessoa, mas os processantes que participaram foram na realidade os três anteriores que atuaram nas fases do inquérito, da denúncia e da pronuncia mais um quarto que participou ativamente durante as três fases levando à sociedade as informações que lhe eram vazadas silenciosamente durante o desenvolvimento das fases mencionadas, ou seja os Meios Sensacionalistas de Comunicação, Expressão e Informação em massas representados pelas organizações jornalísticas A Tribuna do Ceará, O Povo, O diário do nordeste e as revistas TPM e Isto É.

O mais curioso e real foi constatar que as informações que foram vazadas durante todo o andamento da ação penal em pauta foram aquelas plantadas pela acusação e que jamais foram investigadas, confrontadas nem comprovadas mas ainda assim acobertadas e utilizadas como verdades absolutas pelas autoridades processantes que nenhum interesse demonstraram para se chegar à verdade nem pela aplicação de uma justiça reta, correta e sisuda.

Na primeira e segunda fases o objetivo sempre foi a incriminação do acusado e pelo fato de não ter provar de culpabilidade as autoridades responsáveis passaram a desconsiderar qualquer fato, evidência e/ou prova exculpatórias assim como desaparecimento de provas físicas, materiais e documentais, desrespeitando as leis, a jurisprudência, os códigos penal e de processo, o sistema da justiça e as determinações constitucionais apresentando inquérito e denúncia vazios e repletos de falsidades e ilações pessoais possibilitando que na terceira fase a condenação fosse iminente através de uma Pronuncia totalmente anticonstitucional de maneira a satisfazer as pressões exercidas pela sociedade e Grupos, Centros e Comissões dos Direitos Humanos e da Mulher que durante todo o processo foram alimentados através de publicações altamente emocionais e fraudulentas dos jornais da capital cearense, foi assim como foi prolatada uma condenação à qual se submeteram todas as autoridades.

Como constatado, nenhum componente da sociedade e desses agrupamentos dos Direitos Humanos e da Mulher nem a OAB acompanhou realmente cada uma das fases na justiça já que apenas conheciam o que os jornais de maneira perversa escolhiam e publicaram como produto dos silenciosos vazamentos praticados pelo Delegado e Promotor de Justiça que como dissemos nunca foram investigados nem comprovados, atitude que também foi praticada pelos meios sensacionalistas de comunicação.

Devidos ao conteúdo dos parágrafos anteriores que descrevem a realidade bem como das peculiaridades descritas no conteúdo deste trabalho, quem saiu triunfante nesta epopeia foi a conveniência e a injustiça institucionalizada!

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 68,23

Tema: Crimes Verídicos, Direito, Comunicações, Direitos Civis, Processo Penal Palavras-chave: balança, da, justiça

Características

Número de páginas: 451
Edição: 1(2021)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-65-894-1602-9
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.