Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Luta Antimanicomial, “bipolaridade” e detalhes na pandemia de COVID-19

Tributo a Paulo Michelon(Paulinho)

Por: Roque JR

Roque é um escrevinhador, pois desde que o conheço está a escrever e a publicar obras, em sua maioria autobiográficas.

No dicionário, escrevinhador refere-se a quem escreve mal. Esse não é Roque Junior, o escrevinhador que conheço. Lembra mais o escrevinhador do Mario Vargas Llosa no livro Tia Julia e o escrevinhador, que, aliás, é uma das obras mais criativas dele, um romance autobiográfico.

O livro parece um diário e, enquanto a gente o lê, vai reconhecendo aqui e ali muitas e múltiplas histórias, como se as conhecesse.

Quando lemos o livro Luta Antimanicomial e “bipolaridade” e detalhes na pandemia de COVID-19, Roque faz um percurso autobiográfico e vai nos conduzindo por andanças da Luta Antimanicomial no ano de 2020, encharcadas de vivências de si e de vários coletivos.

Assim, como no escrevinhador de Llosa, impossível não reencontrar vozes, pessoas. Roque faz um percurso de uma riqueza de detalhes/relatos com uma força expressiva da memória.

Diria mais, de autoimplicação. Numa polifonia textual, vai trazendo muitas vozes na escrita. Fala de despedidas e de nascimentos, o que vai nos permitindo mais uma vez registrar a dor da perda do companheiro Paulo Miquelon e, nos alegrarmos com a espera do primeiro neto, afetos e sentimentos de um “eu” coletivo.

O registro de memórias afetivas de sua infância nos leva ao campo, às vivências na lida rural, forte componente cultural na vida gaúcha.

E quando dialoga com a bipolaridade cria o conceito de “bipoliterário”, onde não lida como problema, mas aproveita a situação para dar voz à sua Literatura. Espetacular!

Quando questiona o conceito de “resiliência”, gosto muito das problematizações que faz. As faz pois fala de si, do que experiencia, muito potente. De forma jornalística, vai registrando diários de luta e amorosidades, um convite à VIDA e à resistência.

Bem-vindos a bons momentos de leitura, que nos fortalecem nestes tempos sombrios. Roque Junior, o escrevinhador, e sua Martha, instituindo fagulhas de cidadania em territórios antimanicomiais. Uma honra estar aqui em seu 48ºlivro!

Prefácio por Fatima Fischer é psicóloga, membra do Fórum Gaúcho de Saúde Mental, professora da UNISINOS, coordenadora da Nau da Liberdade.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 43,25

Ebook (PDF)
R$ 29,06

Tema: Saúde Mental, Psicologia Social, Memórias Pessoais, Psicologia, Biografia e Testemunho, Biografia Palavras-chave: antimanicmial, bipolaridade, luta, mental, saúde

Características

Número de páginas: 104
Edição: 1(2021)
Formato: Pocket 105x148
ISBN: 978-65-002-3242-4
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura s/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.