Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO SEGURO EM CURITIBA:

PROPOSTA PARA TORNAR A “CIDADE DE MUROS” UMA “CIDADE PARA PESSOAS” NO ECOVILLE

Por: Thiago Augusto Ferreira da Costa

Esta pesquisa busca a compreensão do espaço urbano como facilitador de crimes e acidentes, analisando-se conceitos como a “cidade de muros” e a segregação socioespacial com relação à produção da cidade insegura. No entanto, teorias como “olhos para a rua” e “cidade para pessoas” podem reverter esse quadro, produzindo-se o espaço urbano seguro. Assim por meio de uma análise exploratória, descritiva e analítica, elaborando-se mapas, gráficos, tabelas e fotografias de uma área macro, estabeleceram-se as características urbanas geradoras de insegurança e segregação. Os resultados obtidos mostram que a produção do espaço urbano na região da Conectora 5, conhecida pelo mercado imobiliário como Ecoville, em Curitiba, acabaram por gerar duas realidades: um local bem estruturado e dominado por grandes proprietários, onde predominam condomínios luxuosos que ignoram a rua, grandes vazios urbanos e até mesmo uma ocupação irregular, em contraposição a uma região adjacente onde a cidade é viva, ocupada pela população de menor renda. Realizou-se, por conseguinte, o diagnóstico da área de intervenção, dividindo-a em etapas projetuais para servirem de base ao projeto urbano a ser realizado na Avenida Deputado Heitor Alencar Furtado, no trecho do bairro Cidade Industrial de Curitiba. São mudanças na lei de zoneamento e ocupação do solo e alteração na hierarquia de uma via, seguidas de intervenções urbanas em um complicado cruzamento e uma proposta de um parque linear. Na sequência, diretrizes modelam esta intervenção normativa e projetual, de forma a transformar este espaço em um lugar seguro, inclusivo e democrático para as pessoas. Este trabalho conclui que a infraestrutura urbana por si só não gera um espaço seguro, necessitando-se de políticas públicas estratégicas, que permitam a diversidade de usos e favoráveis à integração socioespacial, principalmente bonificando os empreendimentos que sejam inclusivos e diversificados nos usos.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 47,86

Ebook (epub)
R$ 19,80

Tema: Urbano E Ordenamento Do Território, Paisagem, Geografia Humana, Direito, Ciências Humanas E Sociais, Arquitetura Palavras-chave: cidade, muros, pessoas, planejamento, pública, segurança, urbano

Características

Número de páginas: 142
Edição: 1(2017)
Formato: A4 210x297
ISBN: 978-65-002-9112-4
Tipo de papel: Polen

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.