Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

O MENDIGO

Esta página foi vista 151 vezes desde 28/06/2014

Por: Fernando César Lopes Silva Segundo

Uma onda de crimes vinha tirando o sossego dos moradores da grande São Paulo. Misteriosamente pessoas eram encontradas assassinadas nas ruas a golpes de pedaços de madeira.

A população, aterrorizada, exigia das autoridades a captura dos assassinos.

O secretário de segurança do Estado, orientado por alguns influentes políticos, precisava apresentar nas próximas horas, alguém como sendo o autor ou participante da ação criminosa que vinha aterrorizando os moradores da grande metrópole, sob pena de ter o seu cargo ocupado por outro, caso ele continuasse sem respostas à população. E orientado também por esses políticos, um mendigo teria que ser incriminado, pois não teria quem o procurasse defender.

E naquela noite a imprensa apresentava a todo o País, o rosto de um maltrapilho que a polícia dizia ser um dos autores do crime realizado há poucos minutos. Uma jovem teve o seu crânio esfacelado por um taco de beisebol, que fora encontrado, segundo a polícia, nas mãos daquele “Mendigo”. Um exame de DNA seria feito para saber se o sangue encontrado nas roupas do “Mendigo” era o mesmo da jovem. E como tudo fora armado, “O Mendigo” foi parar em um presídio de segurança máxima.

“O Mendigo”, que não expressou nenhuma reação ao ser acusado e preso, não sabia sequer o próprio nome. Aliás, não lembrava nada de sua vida anterior à sua prisão. Porém, era um mestre na arte de influenciar. Todos os que o ouviam, tinham suas vidas transformadas por suas reflexões e palavras de sabedoria. Isso foi presenciado dentro do centro de detenção, enquanto lá esteve, e depois, nas ruas, quando juntou-se a um grupo de moradores de rua.

Mascarenhas, diretor da penitenciária por onde “O Mendigo” passou, temido pelos que viviam no mundo do crime, e a ele eram enviados, teve sua vida e seus conceitos reestruturados no curto período em que teve “O Mendigo” como “hospede” em sua penitenciária. O diretor manteve um contato amigável com “O Mendigo”, que em seus momentos de bate-papo, lhe devolve o gosto de viver e o respeito pela vida dos que a ele eram enviados.

Nas ruas, quando saiu da prisão, “O Mendigo” juntou-se a um grupo de moradores de rua, que lhe acolheu, e ali, também, não deixou por menos, fez reviravoltas nas vidas alheias.

“O Mendigo” ou professor, como era chamado pelos que o ouviam, não conseguiu lembrar quem ele realmente era. E os seus irmãos de rua só vieram saber da sua identidade após a sua morte, a qual acontece em uma noite muito fria, ocorrida na grande São Paulo.

Não deixe de ler “O Mendigo”, ele pode estar querendo, também, conhecer a sua história de vida para ajudá-lo a reescrevê-la, colocando em seus devidos lugares, as vírgulas e todas as outras pontuações que forem necessárias.

Impresso
R$ 54,36

Ebook (PDF)
R$ 27,01

Tema: Ficção e Romance, Missões e Evangelismo, Vida Cristã Palavras-chave: mendigo, professor

Características

Número de páginas: 339
Edição: 1(2014)
Formato: A5 148x210
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.