Agbook

Indústria mundial de diamantes: trajetória histórica, estrutura atul e implicações para o Brasil

Esta página foi vista 16 vezes desde 09/09/2019

Por: Francisco Lima Cruz Teixeira

A indústria do diamante, desde os tempos da antiguidade na Índia, vem recebendo a atenção de diversos analistas, atraídos, principalmente, por suas características especiais, que remetem ao encanto e fascínio que essa pedra preciosa encerra. Por cerca de cento e cinquenta anos (1720-1870) o Brasil foi o maior produtor mundial, primeiramente com as descobertas no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, posteriormente com as minas da Chapada Diamantina, na Bahia. Apesar de ser hoje um produtor marginal no quadro internacional, as perspectivas de novas descobertas no país são promissoras.

Esse texto reúne informações, dispersas em diversas fontes, a respeito da evolução histórica da indústria ao longo dos séculos, sua estrutura econômica atual e, adicionalmente, discute as possibilidades para o Brasil no setor. Não são informações primárias, inéditas. O interessado no assunto, porém, irá encontrar reunidas, sistematizadas e analisadas dados e informações espalhadas em várias publicações, o que pode facilitar o trabalho de pesquisa e aprofundamento de temas e dimensões especificas. Adotou-se uma perspectiva crítica, motivada pelas questões sociais e políticas relacionadas ao diamante. Crítica motivada também pela capacidade dessa indústria criar e manter, durante muitas décadas, uma estrutura cartelizada que combina o controle da produção com o domínio de um canal exclusivo de comercialização, um caso único no campo da economia industrial.

Primeiramente o texto apresenta uma visão geral da história do diamante, com ênfase nas iniciativas para sustentar o consumo e os preços das pedras brutas e lapidadas. Em seguida, a estrutura da indústria é explorada, desde as características mineralógicas da pedra, passando pelos métodos de exploração e produção, a lapidação, o comércio, o financiamento, até a fabricação e vendas de joias. A história do cartel que comandou a indústria desde o final do século XIX chegando aos dias de hoje é, então, descrita, enfatizando as questões políticas e sociais, bem como os mecanismos de controle dos preços. Após essa digressão histórica, a Cadeia de Valor da indústria de diamantes é analisada em geral e em cada um dos seus componentes, com base em dados e informações atuais. Por último apresenta-se uma reflexão sobre a relação entre a mística do diamante e os mecanismos utilizados pela indústria para incentivar o seu consumo

Impresso
R$ 41,96

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: História Econômica, História Corporativa E De Negócios, África, Geografia E Historia, Economia, Administração Palavras-chave: cadeia, de, diamante, diamantes, diamentes, do, história, indústria, valor

Características

Número de páginas: 268
Edição: 1(2019)
Formato: A5 148x210
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.