Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

SOB O NOTÓRIO INFLUXO DA MATÉRIA

e outros escritos

Por: ALEKSANDRO F. DE PAULA

Um homem, num terminal rodoviário, estertorava a sua revolta

pela falta de ética dos passageiros em não obedecer a ordem da

fila. Ele dizia que era o terceiro ônibus que esperava ali e não

conseguira embarcar. Em dado momento, interpus que, num

ambiente hostil, as pessoas tendem a pensar mais em si que no

outro, por isso essa desordem. Que impera, em meios assim, de

grande tensão, a lei do egoísmo, a lei do mais forte e da

sobrevivência.

Nesse momento, voltei o meu braço dizendo “veja, esse é

um ambiente bastante adverso, com pessoas em grande tensão”.

Como se para concordar inconscientemente, algumas pessoas

olharam para mim, de fato, apreensivas. Daí continuei que é

muito fácil ser ético num ambiente civilizado, de regras que são

obedecidas.

No Brasil ser antiético, acontece, pode-se dizer, é mais

uma adequação que uma falha de caráter e moral. Veja o que lhe

valeu ser ético, praticamente não sair do lugar onde chegou. O

que vale, muitas vezes, seguir regras ao pé da letra num ambiente

onde não há respeito a elas? Ser esmagado e passado para trás por

outros.

Mas esse é também o perigo do conhecimento. Ter essa

ciência da falta da validade de seguir normas é perigoso. Observe

que a coisa ainda não entrou no caos total pois ainda existem

pessoas que, nesse mesmo ambiente hostil, de quase nulidade de

leis, ainda insistem em segui-las. Nesse sentido, eu costumo dizer

que nosso deus deve ser sempre o bom senso.

Entretanto, sim, ocasionalmente, num ambiente de feras se

torna urgente agir como fera.

“Mas encerramos isso antes que essa ideia prospere

descomunal mente”. Disse eu, por fim, ao observar o coletivo que

se aproximava. Embora seja um contrassenso dentro desta mesma noção materialista e não espiritual, essa compreensão é de onde acabo considerando que me une ao mesmo entendimento que Jesus Cristo pudesse ter do ser humano. A compreensão misericordiosa, que só ele, claro, poderia ter deste mesmo ser humano que obedece a mecanismo do qual se encontra programado e escravizado.

Ampliando essa visão, eu costumo dizer que o ser humano é mais digno de pena que de ódio.

Livre arbítrio, pobres mortais, é só uma capa, frágil capa que se parte quando se vai a fundo na descoberta do que realmente nos move...

Impresso
R$ 31,34

Ebook (PDF)
R$ 14,42

Tema: Elementar, Métodos Experimentais, Biografia e Testemunho, Desenvolvimento Humano, Não Ficção, Filosofia E Aspectos Sociais Palavras-chave: crônica, diversos, escritos, generalidades, psicologia

Características

Número de páginas: 72
Edição: 1(2020)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 90g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.