Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Canutama

De seringal a município

Por: Jamescley Almeida de Souza

O livro conta a história de Canutama: desde as suas origens até à sua elevação à categoria de Vila, nomenclatura equivalente hoje ao status de município. Entre as origens e a fundação da Vila, Canutama passou pelos estágios de seringal, subdistrito, distrito e freguesia. Daí o título ser Canutama: de seringal a município.

Na busca por compreender os primórdios de Canutama, recuo no tempo. Viajo centenas de anos atrás, época em que o Purus não se chamava Purus, mas Cuxiuara. O nome provinha da tribo que morava em jangadas às suas margens; todas as outras nações indígenas, sobretudo as do Solimões, quando falavam dessa tribo principal, assim se referiam a esse rio: Cuxiuara.

O status de distrito foi concedido a Canutama somente em 4 de julho de 1878, o que significava, entre outras coisas, que agora o lugar iria contar com um delegado responsável pela sua segurança e que registraria os seus nascimentos e óbitos. Com a chegada de levas e mais levas de “cearenses” para trabalhar na faina do látex, a preocupação com a ordem nos seringais do povoado se tornou uma das iniciativas mais necessárias e urgentes por parte das autoridades da província.

Proclamada a República, as autoridades do Estado do Amazonas pareciam ter urgência em transformar povoados em vilas. Tal foi o que ocorreu com Canutama em 1891, quando a Lei nº 22 de 10 de outubro elevou a Freguesia de Nossa Senhora de Nazareth de Nova Colonia de Bella Vista à categoria de vila, com o nome de Villa de Canutama.

A instalação da vila ocorreu de modo simples e precário: Raymundo Gomes de Araújo havia sido designado pelo governador Eduardo Ribeiro para vir à freguesia dirigir o evento solene; todavia, houve atraso no vapor que trazia a comitiva. Isso fez com que a instalação acontecesse somente uma semana depois, isto é, após o dia indicado pelo chefe do poder executivo do Amazonas.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 74,34

Tema: Enciclopédia, Curiosidades & Maravilhas, Almanaques, Referência, Didáticos Palavras-chave: amazonas., canutama., da, do, encarnação., história, manoel, purus., rio, urbano

Características

Número de páginas: 604
Edição: 1(2021)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-65-002-3560-9
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 90g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.