Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Terrorismo e Comunismo

Esta página foi vista 37 vezes desde 06/10/2021

Uma contribuição à história natural da revolução

Por: Karl Kautsky

Terrorismo e Comunismo, do pensador tcheco-austríaco Karl Kautsky, nasceu como obra polêmica. Publicada originalmente em 1919, procura estabelecer paralelos entre o Regime do Terror instituído na Revolução Francesa, a Comuna de Paris de 1871, e a Revolução Bolchevique, na Rússia de 1917. Utilizando-se profusamente de dados históricos, Kautsky procura demonstrar que o governo Comunista russo, que se instalara no poder em 1917, pouco se assemelhava à Comuna de Paris, e possuía maior identidade com o Regime de Terror imposto por Robespierre no século XVIII.

Kautsky, criticando especialmente Lênin e Trotsky, procura demonstrar que o caminho adotado pelos bolcheviques não poderia ser denominado de Socialista como. Na verdade, como se estruturou, acabou representando o oposto do que defendiam os verdadeiros socialistas. A democracia e o respeito à humanidade, dirá Kautsky, são os verdadeiros objetivos históricos do proletariado – e não a matança indiscriminada de condenados por tribunais improvisados. “Tal como o velho capitalismo”, afirma Kautsky, imitando Marx, “este novo ‘comunismo’ produziu por si só seus próprios ‘coveiros’”.

Esta obra é uma das mais famosas e menos lidas nas Ciências Humanas e Sociais e da história do desenvolvimento do pensamento marxista. Muito mais lida e conhecida (e traduzida) é a defesa de Trotsky dos métodos soviéticos de governo e, inclusive, do terrorismo. Há algo de dramático em lembrar que a identidade entre Trotsky e Robespierre ultrapassou a crença nos objetivos da violência revolucionária; a história repetiu-se como farsa (como, aliás, adora fazer) nos paralelos que existem também entre sua morte e a do líder Jacobino.

Ler apenas a crítica de Trotsky (que utiliza, aliás, o mesmo título que a obra de Kautsky) é conhecer apenas um lado do argumento. Em Kaustky não temos apenas um crítico do modelo bolchevique de pensar o socialismo e a revolução. Há também um projeto alternativo de pensamento socialista que, com sua defesa da democracia, da conquista do poder de forma gradual por meio de eleições, e a rejeição à violência, acabou sendo vencido na segunda metade do século XX. Os conceitos de Revolução e Ditadura, como concebidos pelos bolcheviques, fundados também pela propaganda política russa – atacada, da mesma forma, por Kautsky – aos poucos se tornaram dominantes no pensamento da esquerda no Ocidente. Inclui-se aí o Brasil.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 51,34

Tema: Partidos Políticos, História & Teoria, Ciências Humanas E Sociais, Ciência Política Palavras-chave: comuna, kautsky, lênin, revolução, soviética, terror, trotsky, união

Características

Número de páginas: 198
Edição: 1(2021)
Formato: A5 148x210
ISBN: 9786500313154
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.